“Hoje, o Landim é o que foi Eurico e Andrés Sanchez”, diz Arnaldo

UOL: O Flamengo encantou o futebol brasileiro no ano passado com o jogo apresentado desde que passou a ter em seu comando o técnico português Jorge Jesus, fazendo com que até os torcedores rivais reconheçam a qualidade do time rubro-negro. Mas o clube passou a contar também recentemente com a antipatia devido a ações como a volta aos treinos antes da liberação das autoridades do Rio de Janeiro e, agora, com a articulação junto ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) pela Medida Provisória 984.
O jornalista Arnaldo Ribeiro afirma que o Flamengo passou de clube admirado a odiado pelos adversários por conta das ações criticadas de seu atual presidente, Rodolfo Landim.
Foto: Reprodução

“O que acho interessante notar em relação ao Flamengo que é o dominante aqui do momento, é que, tudo o que a gente admirava com o time jogando, agora a gente olha com alguma ressalva todas as atitudes. E acho que o Flamengo conseguiu, ou o presidente do Flamengo conseguiu nesse tempo, não estou dizendo do acordo do novo patrocínio, que faz parte do jogo, mas nesse meio tempo ele conseguiu transformar o clube mais popular do país no mais odiado”, afirma Arnaldo.

“E não era assim quando o Flamengo estava ganhando de todo mundo em campo. Então, hoje o Landim é o que foi o Eurico [Miranda], é o que foi o Andrés [Sanchez]. Por todas as suas atitudes, digamos, insensíveis, o Flamengo deixou de ser o mais admirado para ser sim o mais odiado. E não é por conta da estabilidade econômica. Não, é pelas atitudes do presidente que segue”, completa o jornalista.

Fonte: FlaResenha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu